Lágrimãe • Rafaela Ferracuti

Queria subir o morro
Pra alcançar a lua

Queria ser tua
Sem que as cheias
Inundassem o meu coração

Queria abraçar a terra-mãe
Com o suor do meu
Rio JanDublineiro

Sou uma gota
Nesse mar de expectativas
Miseravelmente salgadas

A vida é um eterno vai-e-vem
De maré
Às vezes, baixa
Às vezes, alta


Rafaela Ferracuti é carioca e canceriana, explora a comédia e o drama no palco da vida. Colecionadora de palavras resgatadas do fundo da goela, é filha de poliglotas formados em Letras, confirmando sua paixão por palavras é de sangue. Ao escrever, Rafaela propõe conectar mundos sentimentais, fazendo jogos de linguagem em diferentes idiomas.


[Poema publicado em nossa primeira edição da revista Diáspora “Conexões Brasil & Irlanda,” em Dezembro, 2020.]

Arte por Daniela Spoto, ilustradora italiana residente na Alemanha.