Sarau Maré

“Queremos que nossas palavras sejam ondas para que possam navegar pelas correntes oceânicas, beijar os pés das montanhas, soprar no vento em busca de vidas flutuando em água salgada. Queremos que o mundo ouça a voz do oceano como se fosse nosso coração batendo. Maré alta de poesia. “

A linguagem da poesia tem o poder de reunir mundos, expressando e traduzindo experiências, modos de ver, lembranças e sentimentos distintos. O projeto intitulado “Sarau Maré” foi criado em Dublin para ajudar a conectar, integrar e fortalecer a comunidade de língua portuguesa e brasileira através da arte e da poesia.

“Sarau” é uma palavra originária do latim (“sera nus” – tarde), também através do galego “serão” (crepúsculo), possivelmente derivada do francês “soirée” e do catalão “sarau”.

Através deste projeto, conseguimos reunir poetas, escritores e artistas brasileiros e falantes da língua portuguesa, para reuniões periódicas dedicadas à disseminação da língua portuguesa, da arte e da cultura brasileira.

Tradicionalmente, os Saraus são encontros íntimos realizados na sala de estar ou nos jardins de participantes e entusiastas da arte.

Nesta ocasião especial, Sarau Maré participou do Festival Mother Tongues, em Dublin – em formato bilíngue: inglês e português – até tiveram algumas apresentações em gaélico irlandês. Foi a terceira edição do Festival e a oitava edição do Sarau, realizada na Rua Red, Tallagh, em 22 de fevereiro de 2020. Uma data muito especial por também ter sido a primeira publicação do zine, confeccionada por Éamon Mag Uidhir.

Vídeos das apresentações são publicadas no canal do Youtube, e aqui em destaque o poema “Madrid”, do poeta e escritor Lorcan Mcnamee:

Fique conectado para mais poesia brasileira e de língua portuguesa contemporânea, e para pedir seu zine acesse a página do Sarau Maré.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *