Notícia Urgente

a poesia morreu

estrangulada com fortes marcas de ignorância

seu corpo foi encontrada nesta manhã

na principal avenida da cidade

vítima da cegueira alheia, 

deixa para trás milhares de poetas

estes, que nasceram órfãos de versos, imunes às desilusões

de luto e vestidos de dor

em protesto sobem agora a rua da consolação

profanando palavras de amor

opositores causam tumulto e tentam impedir o ato

alegando que a culpa é da vítima

que olhou para o horizonte ao atravessar a rua

criando assim, um comportamento suspeito

em meio a gritos e rimas

não é possivel entender o que acontece

mas pode se ler nos cartazes:

“um minuto de contemplação

por favor”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *