Sofrimento

No oceano integra-se — bem pouco! 

uma pedra de sal.

Ficou o espírito, mais leve 

que o corpo.

A música, muito além 

do instrumento.

Da alavanca, 

sua razão de ser: o impulso.

Ficou o selo, o remate 

da obra.

A luz que sobrevive a estrela 

e é sua coroa.

O maravilhoso. O imortal.

O que se perdeu foi pouco. 

Mas era o que eu mais amava.


LISBOA, Henriqueta. Poemas Escolhidos.  Chosen Poems.  Translations Hélcio Veiga Costa.  S.l.: s.ed., s.d.  134 p.  14×21 cm  Impresso na Mai Editora, de Belo Horizonte, MG.  

Henriqueta Lisboa nasceu em Lambari, in Minas Gerais, Brasil. Ela foi professora de Literatura Universal e Literatura Espanhol-Americana e foi membro da Academia Mineira de Letras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *